Rosalie and Rosemary “queridas filhas” de Padre Jean Gailhac

Posted Setembro 11, 2021

Grupo Herança e Espiritualidade
Ir. Marie France Correau rscm  e Ir. Rosemary Mwagarezano rscm

Em Setembro, o “calendário” das Religiosas do Sagrado Coração de Maria comemora uma das “Seis Fundadoras” * do nosso Instituto: Rosalie Gibbal, em religião Ir. Santo Estanislau.

Rosalie Gibbal, nasceu em 11 de setembro de 1825 em Puimisson e ficou órfã aos16 anos. Era uma jovem muito sensível às situações de pobreza. Habitada por uma fé profunda, era o próprio Cristo que ela servia visitando os pobres e enfermos. Era a Ele que ela queria seguir, pedindo para entrar nas Irmãs da Caridade. Seu irmão, que se tornou seu tutor, recusou seu pedido. Teria de esperar a maioridade (21 anos) e a concretização do projeto fundador de Jean Gailhac, do qual tinha consciência, para realizar o seu desejo: ser freira. Assim, em 24 de fevereiro de 1849, com Appollonie Cure e Eulalie Vidal, ela chegou ao Bom Pastor e se tornou um dos membros da primeira comunidade RSCM.

O Padre Gailhac foi o responsável pela formação deste grupo. Mas desde os primeiros votos, pronunciados em 4 de maio de 1851, o fundador nomeou a. Ir. St Estanislau Mestra de noviças. **

Em seu livro Vie du Révérend Père Gailhac, o padre Maymard escreve sobre ela: “Formada na Vida Religiosa pelo próprio fundador, ela possuía perfeitamente o espírito dele e poderia comunicá-lo melhor a suas noviças … boa, gentil, afável, ela instruiu e treinou-as mais pelo exemplo do que pela palavra”. Ir. Rosa do Carmo Sampaio, RSCM, acrescenta: “Ela exerceu uma marcante influência nas primeiras gerações das irmãs” ** Quando, em setembro de 1851, o Instituto se internacionalizou, foi Ir. St. Estanislau quem formou as primeiras vocações oriundas da Irlanda. Ela morreu prematuramente em 15 de dezembro de 1859.         Hoje, em 2021, é Ir. Rosemary Mwagarezano quem “substitui” sua irmã mais velha, Rosalie Gibbal. Chamada para este serviço em 2014, ela deixou seu país natal, o Zimbabwe, para ingressar no noviciado internacional que se estabeleceu no Brasil desde 2008. Ela nos conta sobre sua missão:

A internacionalidade é um dom para o nosso Instituto. Fui formada por duas grandes mulheres irlandesas, Joan Larissey (REP) e Catherine Gough. Ao longo dos tempos, temos o testemunho de centenas de RSCM dedicadas que viveram e continuam a viver o espírito e a missão do Instituto. Tivemos grandes mulheres que são modelos, mulheres que não desistiram, mas permaneceram fiéis em sua consagração. Sei que as palavras do nosso fundador não foram só para as formadoras, mas para todas nós que amamos e confiamos em Jesus. Deus nunca falha! Deus estava com o nosso Instituto no início, Ele está com ele agora e estará com ele no futuro! O noviciado é sempre um lugar de vida nova para o Instituto. Originalmente eram mulheres francesas, depois irlandesas, inglesas, portuguesas e americanas. 170 anos depois, as vocações vêm do outro lado do mundo: Brasil, Zimbabwe, Zâmbia, Moçambique e Malawí.

Eu me inspiro muito nas cartas do Pe. Gailhac. Sinto-o muito perto de mim e ouço-o falar pessoalmente quando leio … «Minha querida filha» Gostaria de comentar um pouco a carta de GS / 18 / 1X / 72A.

«Mas Ele que nos diz «vinde a mim» dá-nos a sua graça, nos predispõe; Ele nunca irá falhar, se quisermos a sua ajuda; Ele faz tudo em e por nós, se queremos sinceramente ser dele».

  Neste ministério de formação, o P. Gailhac lembra-me que Deus nunca falha. A formação do século 21 tem seus desafios, como a das primeiras irmãs. Nós lutamos com diferentes culturas, línguas e experiências de vida. Nosso noviciado no Brasil tem irmãs e noviças de diferentes origens. Discernir a vontade de Deus juntas e chegar a um compromisso nem sempre é fácil. As cartas do P. Gailhac ajudam-me nos momentos de dúvida sobre o que é preciso fazer. Em tempos difíceis, especialmente durante a pandemia de Covid-19, muitas vezes recorri a Jesus em busca de conselho e apoio. Quando nos deparamos com desafios decorrentes da cultura, idioma ou experiência, corremos para Jesus. Nas cartas do nosso fundador encontro inspiração, orientação e força para seguir em frente.  «Oh, minha filha, vamos, pois, a Jesus; que nada nos pare. Devemos possuir Jesus custe o que custar; não contemos a dor, o cansaço, as cruzes, os sacrifícios. Mais uma vez, sem descanso até encontrarmos Jesus.»

Desejo repetir as palavras do nosso fundador às noviças, no seu empenho por adquirir o espírito e o carisma do Instituto. Vamos a Jesus correndo e que nada nos impeça: a língua, a cultura, nem mesmo a Covid-19 nos deva deter. Madre Estanislau não permitiu que sua juventude a impedisse de oferecer sua vida a Cristo. Que ela seja modelo para nós de quem esperou o momento certo, mas nunca desistiu!

* Um caminho na Fé e no tempo, Ir. Rosa do Carmo Sampaio RSCM vol.1 cap3. As fundadoras: quem eram elas?

** vol.1 pág. 178

ZONTA 2021

Dezembro 2, 2021

Unidade de  França Irmãs Bernadette Mc Namara et Françoise Wyckaert ZONTA 2021 Na cidade de Béziers, a 26 de Novembro…

Veja Mais

Carta 2

Novembro 25, 2021

Somain, Junho 2021  Uma carta de agradecimento a Jean Gailhac – carta 2 Caro Padre Gailhac,        …

Veja Mais

5 Warren Avenue                                                                                                          Tarrytown, Nova Iorque                                                                                                           27 de Maio de 2021 Uma carta de agradecimento a Jean Gailhac…

Veja Mais