Comemoração da Festa do Sagrado Coração de Maria durante Covid-19

Posted Julho 13, 2020

As celebrações da Festa do Sagrado Coração de Maria em 20 de junho de 2020 foram muito diferentes este ano, uma vez que as RSCM, em todos os países, foram impedidas de se reunir por causa da pandemia. As celebrações incluíram pequenas reuniões da comunidade, renovando nossos Votos, on-line, e até mesmo uma montagem de ZOOM.
A montagem do zoom foi realizada em nossa Área América do Leste. Irmãs de Nova York, Virgínia, Flórida e Roma participaram de uma manhã de oração e receberam atualizações do Conselho de Liderança da Área sobre atividades e projetos recentes. Todas gerenciaram a tecnologia muito bem.
Após três meses de bloqueio, ficamos encantadas em nos ver, evidenciando pelos sorrisos e saudações quando cada uma se juntava ao vídeo com zoom.
As irmãs da Área América do Leste foram incentivadas a participar da Marcha Virtual dos Pobres, com o foco de uma agenda nacional de renovação moral, exigindo justiça econômica, o fim do racismo sistêmico e um compromisso com a administração ecológica. As irmãs também foram lembradas de que a Festa do Sagrado Coração de Maria também era o Dia Mundial dos Refugiados.
Em muitas partes do Instituto, aconteceram as reuniões na comunidade local. No Brasil, as comunidades de Curvelo, Riachão do Jacuípe / Bahia, Ubá e Belo Horizonte puderam ter celebrações eucarísticas em suas casas, presididas pelo pároco, mantendo a distância social. No Noviciado das SCM, em Belo Horizonte, os planos originais para celebrar na Comunidade das Irmãs idosas foram cancelados; no entanto, na casa do Noviciado, a Eucaristia foi celebrada por um padre Carvani, vizinho, que trouxe seus cinco seminaristas para celebrar com a nossa comunidade SCM.
Na Zâmbia, na comunidade de Lusaka, a Eucaristia foi celebrada pelo arcebispo emérito Mpundu. Em Choma, a comunidade recebeu as irmãs de Chivuna para a celebração da Eucaristia, que também foi transmitida ao vivo no Facebook.
Além das celebrações comunitárias, em Portugal, as irmãs de Guimarães já haviam trabalhado com as crianças da “Obra Social” para relembrar o significado da festa. Com máscaras e cuidando da distância social, as crianças exibiram os corações que haviam criado, como pode ser visto neste vídeo: https://youtu.be/U4pZeVhnfgc
Em alguns casos, foi possível chegar à Comunidade Central. Em Moçambique, irmãs de Maputo, Beira, Gurué e Inhazónia comemoraram o dia com oração, reflexão e a partilha de alimentos e outros bens com as pessoas carentes. As irmãs também criaram um vídeo de suas celebrações: https://youtu.be/CEk-qWZGYIM
Em nossa festa, “contemplamos Maria que, como primeira discípula de Jesus, cooperou com maior fidelidade na Obra da Redenção. . . . Por causa da receptividade profunda e ativa de sua fé, Maria foi capacitada pelo Espírito a dizer SIM a Deus, em face do imprevisível e mesmo do impossível, a dizer o SIM incondicional. É a totalidade desse dom de si que somos chamadas a imitar. ” (Constituições 3)
A galeria de fotos a seguir pode nos dar uma sensação do espírito do dia.

Notícias da Zâmbia

Agosto 4, 2020

Recentemente, em julho de 2020, duas de nossas irmãs mais novas, as Irmãs Aelita e Previladge, participaram de um evento…

Veja Mais

Uma RSCM Faz 100 Anos

Junho 30, 2020

Com máscaras, distanciamento social e verificações de temperatura, e apesar do risco de tempestades, as irmãs do convento de Marymount,…

Veja Mais