ZONTA 2021

Posted Dezembro 2, 2021

Unidade de  França
Irmãs Bernadette Mc Namara et Françoise Wyckaert

ZONTA 2021

Na cidade de Béziers, a 26 de Novembro (em vez do dia oficial de 25 de Novembro), teve lugar a reunião da ONG “ZONTA”, o dia da luta contra a violência contra as mulheres, presente em vários países.

Zonta dedica-se a dizer “NÃO” à violência contra as mulheres e raparigas em todas as suas formas.  Zonta informa e sensibiliza em diferentes valências e fornece assistência financeira para permitir às vítimas a fuga.

Em França, 103 mulheres perderam as suas vidas, incluindo 5 em Béziers, vítimas de “feminicídio”. Para lhes prestar homenagem, foi exibida uma grinalda de galhardetes laranja, em cada uma das quais uma faixa negra, com o primeiro nome de cada vítima e a sua idade, onde todas as idades são  abrangidas: 24, 80, 60, 35 … anos, como nos recorda o presidente. O  objectivo está em encorajar as mulheres a denunciar os seus problemas aos tribunais. Apenas 14% tomam medidas legais.

Uma deputada está muito comprometida com este grupo e partilhou connosco que na mesma manhã, no centro hospitalar de Béziers, os responsáveis na luta contra a violência contra as mulheres, assinaram oficialmente um acordo, incluindo com a câmara do Hérault. A deputada, a polícia local, a polícia municipal e o centro hospitalar, reuniram-se para juntos, fazerem uma cadeia que visa lutar contra a violência.

Este ano foram detectadas 159 vítimas de violência nas urgências do hospital de Béziers (152 mulheres e 7 homens).

A partir de agora, dependendo da vontade das vítimas, estas poderão apresentar uma queixa no hospital.

O Presidente da Câmara lançou um projecto para um centro de acolhimento … para aumentar os cuidados com as vítimas. Actualmente, 14 apartamentos de habitação de emergência são um passo em frente, mas não são suficientes.

Como disse o presidente da Zonta, “nenhuma estatística cobre a história pessoal de uma mulher ou rapariga que tenha sido vítima de violência”.

Este encontro permitiu às irmãs Bernadette e Françoise, de conhecer pessoas empenhadas nesta causa e mostrar o apoio à sensibilização e à acção liderada pela Zonta…

Estamos preocupadas, especialmente com os actos violentos de homens que estão relacionados com drogas e álcool. É verdade que com este dia de Inverno houve poucas pessoas  presentes, nesta manifestação feita na praça do teatro.

Ainda não se vê o fim do túnel para que estes actos desapareçam… Pequeno passo se fazem cada dia.

Os responsáveis tentam proteger as vítimas e ajudá-las a reconstruir as suas vidas.