PASTOR SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS

Posted Maio 5, 2022

Caixa de rapé do Padre Gailhac, Béziers (marfim)
Caixa de rapé do Padre Gailhac, Béziers (marfim)

Grupo Herança e Espiritualidade 

Irmã Marie France Correau-RSCM

Durante a época pascal, a Igreja dá-nos a meditar no 4º Domingo, Jesus, o Bom Pastor. Sabemos como esta figura é central na espiritualidade do nosso fundador, Padre Jean Gailhac. Ele escreveu numa das suas conferências: “É sempre com um novo sentimento de felicidade que, todos os anos, ouvimos o Salvador Jesus a repetir o nome que ele próprio deu: Eu sou o Bom Pastor. Este doce nome não inspira nem medo nem preocupação. Inspira apenas confiança e amor.

Ainda muito jovem, Jean Gailhac colocou-se sob a orientação d’Aquele que é o seu único Pastor, o seu mestre para reflectir e amar,  o seu mestre para viver: “Só aceitei ser padre na condição de viver para o amar e para o fazer amar. *. Seguindo Jesus e como Ele, ele nunca deixará de fazer florescer a vida,  de encorajar as pessoas para que vivam plenamente, para que “entrem e saiam e encontrem algo para comer” (Jo 10,9), especialmente os mais fracos, os mais abandonados.

Conhecemos os primeiros compromissos do jovem padre no Hôtel Dieu em Béziers e a sua decisão de abrir um refúgio para as mulheres vindas da prostituição em 1834. Esta casa terá o nome o Bom Pastor e a Irmã Rosa do Carmo descreveu-a como o berço do novo Instituto**. De facto, quando Jean Gailhac, encorajado pelo seu bispo, decidiu fundar a Congregação dos Religiosos do Sagrado Coração de Maria para tomar conta do Refúgio, foi em 13 de Abril de 1850, na vigília do Bom Pastor, que as primeiras irmãs receberam o hábito das suas mãos. Nesse dia, um dos seus amigos sacerdotes fez a homilia e explicou claramente o espírito do Instituto nas suas características fundamentais: “cooperar na salvação do mundo seguindo Jesus Cristo Bom Pastor na fé; continuar a missão de Jesus Cristo, como Ele, fazendo o bem a todos, não poupando qualquer sacrifício, procurando sempre os mais necessitados. Dar a vida para que todos possam ter acesso à verdadeira vida. *** As irmãs fizeram os seus votos a 4 de Maio de 1851, Domingo do Bom Pastor.

O Padre Gailhac queria que a comunidade que tinha acabado de fundar, fosse assistida por padres que partilhassem o mesmo espírito. Ao mesmo tempo, fundou a Congregação dos Bom Pastores Sacerdotes: “Este nome deve dizer-lhes qual deve ser o seu zelo e devoção à Glória de Deus e à salvação das almas; numa palavra, este nome deve lembrar-lhes constantemente o objecto da sua vocação. **** No volume 1, Uma Viagem na Fé e no Tempo, a Irmã Rosa do Carmo Sampaio dedica um capítulo aos Sacerdotes do Bom Pastor. Ela descreve a vida e as missões que foram confiadas a esta congregação, que tinha apenas um pequeno número de membros, mas cujo ministério “deu um grande apoio ao Instituto do Sagrado Coração de Maria sob a generalato de Madre São João”. 

Em Béziers, existe ainda a capela do Bom Pastor que o Padre Gailhac tinha querido construir na casa conventual dos padres. Inaugurada a 18 de Abril de 1863, véspera da festa do Bom Pastor. É agora propriedade da cidade*****.       A sua abside tem vista para o jardim da comunidade RSCM que vive na 6 rue du Bon Pasteur. O vitral central desta abside, intacto, um vitral pintado com a efígie do Bom Pastor carregando a ovelha perdida nos seus ombros (ver foto) …um lembrete em imagens de uma Palavra que me faz viver, que me interroga e me evangeliza, uma Palavra que recebemos para nos tornarmos discípulos-missionários nos lugares onde vivemos: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância”. (Jo 10:10)

*GS/28/VIII/78/A

** A Journey in Faith and Time Vol.1 p33

*** Supra p90-92

****Maymard book (Good Shepherd priest) Ch VII p 198

*****Ver no website: Chapelle Bon Pasteur Béziers -Pastorale Tourisme et Loisirs Diocèse de Montpellier

 

 

Carta 14

Maio 25, 2022

Marchiennes, Fevereiro de 2022 Querido Padre Gailhac, Nunca tinhamos pensado em escrever-vos,  pois estamos habituadas a ler-vos, a recordar os…

Veja Mais

Carta 13

Maio 13, 2022

Coimbra   Maio 2022 Querido Padre Jean Gailhac Em 1890 concluiu a sua viagem pela vida terrena, gozando agora a…

Veja Mais